FBM - Federacao Baiana de Motociclismo , motos, motocicletas, regularidade, motocross, cross country, quadriciclos, enduro, motovelocidade

Notícias
IMAGE
 
Brasileiro de Cross-Country - RJ

Zanol vence prova emocionante na abertura do Brasileiro de Cross-Country Com gates cheios e grande público, evento em Paraíba do Sul/RJ inicia nova era da modalidade (CBM, 16/05) - A promessa era de um grande evento, mas a etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Cross-Country 2010, que aconteceu neste fim de semana em Paraíba do Sul/RJ, foi muito mais do que isso. Os principais pilotos da modalidade (e também de outras, como Enduro e Motocross) disputaram provas emocionantes, com "gates" cheios, premiação em dinheiro, grande estrutura e presença maciça de público, dando início a uma nova era no Brasileiro de Cross-Country. A vitória na categoria principal, a XC1, foi do mineiro Felipe Zanol, da equipe Gas Gas. Após uma largada não muito boa, Zanol foi obrigado a fazer uma corrida de recuperação, usando de toda sua estratégia para terminar na primeira posição, seguido pelo atual campeão, o mineiro Nielsen Bueno, da Suzuki, em segundo, e o petropolitano Raul Guilherme, da Yamaha Moto-X, em terceiro. O paranaense Paulo Stedile, da Pro Tork, apesar de ter liderado praticamente toda a prova, terminou em quarto, com Felipe Limonta, da Suzuki, em quinto. - Foi uma corrida espetacular. A pista era muito legal, e estava cheia de gente, com muito público. Da arquibancada dava para ver quase toda o percurso, e com tanta gente isso acaba motivando ainda mais os pilotos. Você tira força até de onde não tem. Foi realmente uma corrida espetacular - declarou o vencedor. Apesar de ter deixado a vitória escapar nas últimas voltas, Paulo Stedile não se mostrou insatisfeito com o resultado. Vice-campeão brasileiro no ano passado, o piloto paranaense elogiou a estrutura apresentada pela Federação de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro (FEMERJ) para a prova. - A pista era bem técnica e bem difícil, rápida, com buracos e pedras. Posso dizer que foi um cross-country de verdade. Foi bem legal. Consegui largar na frente e fiz o mais dificl, já que liderei a prova por 56 minutos e não venci - brincou o paranaense. - A estrutura montada para esta prova foi realmente excelente, tanto para o público, quanto para os pilotos, equipes e patrocinadores. Foi a etapa com a melhor estrutura para uma prova do Brasileiro de Cross-Country - ressaltou. Na categoria XC2 a vitória foi do mineiro Romulo Botrel, seguido pelos irmãos, também mineiros, Rigor Rico, em segundo, e Ripi Galileu, em terceiro. Na Over o vencedor foi Cleber Macedo, com Jesus Fernandez em segundo e Theo Lopes em terceiro. Denis Almeida venceu a Nacional A, que teve ainda Joelson Bazílio em segundo e Guilherme da Silva em terceiro. Guilherme Roberto venceu a prova da categoria Nacional B, com João Batista Lopes em terceiro e Gabriel Marques em quarto. - Recebemos grandes elogios dos pilotos e das equipes. Isso traz grande satisfação, pois o trabalho feito pela Federação do Rio, oferecendo essa grande estrutura, com televisores no pit-lane, boxes fechados, premiação em dinheiro e arquibancadas, foi muito bem feito. Não tenho dúvidas em afirmar que foi a melhor prova já realizada para a modalidade - declarou Alexandre Caravana, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). Desde a largada, a prova da categoria XC1 foi emocionante. Stedile assumiu a ponta, com Nielsen em segundo e Raul Guilherme em terceiro. Zanol não largou bem, fazendo a primeira curva apenas na oitava posição. Poucos metros à frente, porém, o mineiro já começava a mostrar por que era um dos principais nomes da prova, conquistando quatro posições seguidas. - Como perdi muito tempo para ultrapassar o Raul (Guilherme) e não conseguia me aproximar bem do Nielsen e do Paulinho, tentei uma tática com a equipe para abastecer um pouco mais cedo. Minha moto precisa abastecer no Cross-Country, e então abasteci com 25 minutos de prova. Retornei ainda em terceiro, mas na volta seguinte o Nielsen parou, e consegui a segunda posição no abastecimento dele - declarou o piloto da Gas Gas. Depois de sua parada, Zanol voltou melhor, impondo um ritmo mais forte e começando a baixar a diferença para o líder Stedile. - Fui tirando três segundos por volta. Quando consegui chegar nele faltavam duas ou três para o fim. Em uma das curvas eu consegui colocar por dentro e fiz a ultrapassagem. Ele veio atrás e conseguiu me acompanhar um pouco até que deu uma errada. Acho que agarrou em um "bump" e de repente não estava mais em uma distância confortável. Nesse momento passei a administrar a vantagem que tinha e terminei com mais de um minuto, eu acho, à frente do Nielsen, que foi o segundo - completou o vencedor. Agora, enquanto Zanol se prepara para a terceira etapa do Mundial de Enduro FIM, que acontece nos dias 22 e 23 de maio, em Lovere, na Itália, Paulo Stedile se concentra na defesa do título brasileiro no Velocross. A 2ª etapa do Campeonato de 2010 acontece no próximo fim de semana, dias 22 e 23, em Maricá/RJ. - Vou animado para esta etapa. Venci a primeira, no Paraná, e já estou sabendo que o piso em Maricá vai ser de areia, que eu gosto bastante. Quero correr bem e conquistar bons pontos para seguir mais tranquilo no campeonato - ressaltou. A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Cross-Country acontece nos dias 19 e 20 de junho, em Goiás. A supervisão do Campeonato é da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). Confira o resultado da prova: XC1 1º - Felipe Zanol (MG) 2º - Nielsen Bueno (MG) 3º - Raul Guilherme (RJ) 4º - Paulo Stedile (PR) 5º - Felipe Limonta (SP) XC2 1º - Romulo Botrel (MG) 2º - Rigor Rico (MG) 3º - Ripi Galileu (MG) 4º - Luiz Felipe Aguilar (MG) 5º - Luis Henrique Azara (RJ) Nacional A 1º - Denis Almeida Silva (MG) 2º - Joelson Bazilio (RJ) 3º - Guilherme da Silva (PR) 4º - João Batista Lopes (RJ) 5º - Fabiano Gravelos (RJ) Nacional B 1º - Guilherme Roberto (PR) 2º - João Batista Lopes (RJ) 3º - Gabriel Marques (MG) 4º - Max Roberto Lopes (RJ) 5º - Valdinei Reis (MG) Over 1º - Cleber Macedo (RJ) 2º - Jesus Fernandez (RJ) 3º - Theo de Souza Lopes (SP) 4º - Luigi Colella (SP) 5º - Roberto Kreischer (RJ)


Federação Bahiana de Motociclismo
Av Flaviano Guimarães, 1038  Bairro Escurinha - Itaberaba Ba - Cep 46880.000 ? telefone 71-3251-1672