FBM - Federacao Baiana de Motociclismo , motos, motocicletas, regularidade, motocross, cross country, quadriciclos, enduro, motovelocidade

Notícias
IMAGE
 
DIFÍCIL. Sinônimos: penoso, complicado, árduo, exigente, 1º Enduro Zaga Motoclube!!!

(Por Vinícius Eça, 11 de abril de 2010) Chegamos em Eunápolis por volta das 18hs da sexta-feira e fomos logo fazer as inscrições no Restaurante Donana. O reencontro com os amigos é sempre motivo de alegria em dias de enduro, as energias positivas se mutiplicam em um processo sinérgico que parece infinito. Em Eunápolis, tudo ficou ainda mais intenso com a atmosfera criada pelos pilotos organizadores do 1º Enduro Zaga Motoclube, que aconteceu nos dias 09 e 10 de abril de 2010.

ConfraternizaçãoDepois de momentos de descontração com os pilotos de toda a Bahia, fomos conversar com o pessoal do Zaga para saber onde eram os melhores locais da prova para as fotos e filmagens. Sempre prestativo, Thiago não só nos informou sobre os melhores pontos, como também nos apresentou uma figuraça, que foi nosso guia durante toda a prova, o Toninho Despachante.

Também piloto do Zaga Motoclube, Toninho nos levou aos pontos estratégicos da prova, como: a passagem da raiz, próximo ao Rio de Pedras, um verdadeiro festival de pilotagem e de “rôiagem”, isso tudo só na parte da manhã; depois do Neutrão, fomos para a “Descida do Vento Sul”, um terreno repleto de enormes erosões, que foi um dos maiores desafios que eu já presenciei numa prova de enduro, só para vocês terem uma ideia do grau de dificuldade, excelentes pilotos como o Master, Pirata, e o Sênior, Bip-bip, não resistiram a tentação de “comprar um bom lote” no local.

Bob EsponjaO “show” começou logo de manhã! Como sabemos, piloto de enduro não resiste a uma câmera, e no local em que estávamos pela manhã haviam nada menos do que 06 (seis) delas, então já dá para imaginar no que deu... No local havia uma bifurcação que dava a opção do piloto passar próximo ao rio e se deparar com algumas raízes colocadas estrategicamente em diagonal ou encarar uma subidinha escorregadia por entre alguns arbustos. Não importava a escolha feita, os pilotos sempre davam seu “show” particular, as vezes demonstrando grande habilidade, outras, nem tanto.

A escolha pelas raízes era sempre mais traumática, vários pilotos ficaram e tiveram que ser ajudados, fato que não aconteceu com Yuri “Pau de Lodo”, da categoria Júnior. A bordo de sua GasGas 250cc 2T, Pau de Lodo não tomou conhecimento da dificuldade do local e passou pelas raízes como se estivesse numa pista asfaltada! Pena que bateu o motor da moto logo depois... O tombo mais espetacular sofrido no local, vitimou o piloto da Master, Cebinho, que resolveu pegar o caminho alternativo. Quando estava no final da subidinha, a moto empinou demais e caiu sobre seu joelho operado, com fortes dores o piloto demorou mais de 30 minutos para se “recuperar parcialmente” e conseguir voltar para a prova, que já havia ido por água abaixo.

Igor EdricDepois de um descanço rápido no Neutrão, realizado no Posto Texaco, no centro da cidade de Eunápolis, voltamos para a trilha. Dessa vez guiados por Toninho e também por Sílvio Naziozeno, que nos levaram para a temida “Descida do Vento Sul”. O local foi apelidado assim pois o piloto do Zaga, Davi (o “Vento Sul”), morre de medo de encarar as trilhas do local, quando tem que ir, faz a descida com a moto desligada! Para o amigo leitor poder avaliar as dimensões do que estamos falando, trata-se de um grande vale de erosões, onde o piloto tem que descer por um dos lados, atravessar um riacho e em seguida encarar uma subida interminável de barro vermelho.

BalalauA primeira moto a passar foi do “abre provas” Thiago Gava, organizador e piloto da Categoria Sênior. Como já era de se esperar, o piloto não teve dificuldades e deu um show de pilotagem. Na segunda moto, estava o piloto da Master, Pirata, que foi detido por uma grande cava no final da decida que o tirou da moto de forma extremamente violenta, por sorte (e uso de equipamentos adequados) nada de grave aconteceu ao piloto, que rapidamente se recuperou e continuou a descida. Todas as categorias passaram pelo local, e pudemos presenciar (e registrar) várias quedas, mas sem dúvida a que mais liberou estresse acumulado foi o tombo de Yuri “Bip-Bip”, o cara já começou a sua descida reclamando (!#@$%$&@#*) quando chegou no meio do caminho foi “obrigado” a parar na horizontal, e aí começou o fertival de “bip... bip...” ou melhor “pin... pin... pin..”. Olha, vou falar uma coisa para vocês, ainda bem que nada de grave aconteceu com o piloto, pois essa foi uma das cenas mais hilárias que eu já ví numa prova de enduro! Até hoje dou rizada... KKKK!!!

Depois que as motos passaram, era hora de voltar para o carro e a subida à pé mostrava o real ângulo e altura do local, levamos mais de 15 minutos “escalando” o morro de volta, minha “batata” tá assando até hoje...

PremiaçãoA chegada foi no Restaurante Donana, o mesmo local das inscrições e onde também ocorreria mais tarde, a entrega de troféus aos pilotos, ou melhor, HERÓIS!

* CLIQUE AQUI! E confira as fotos do 1º Enduro Zaga Motoclube.

http://picasaweb.google.com.br/vinicius.eca/EnduroZaga2010

* CLIQUE AQUI! Para ver o resultado completo da prova!! 

http://www.fbm.com.br/Res_ER.html

Veja a partir de hoje (e durante toda a semana), mais informações sobre a prova de Eunápolis, no blog Itabuna Off Road (http://itabunaoffroad.blogspot.com/). São curiosidades, fotos e vídeos. Acesse, leia e deixe seu comentário.

Incentivamos a sua participação nessa coluna, não deixe de opinar, envie e-mail para o colunista (vinicius.eca@gmail.com) ou para a FBM.

CONFIRA O BLOG E SIGA O COLUNISTA NO TWITTER:

http://twitter.com/viniciuseca

http://itabunaoffroad.blogspot.com/

Vinícius EçaVinícius Eça é trilheiro, entusiasta do enduro de regularidade e esportes a motor. Especialista em marketing, atualmente está envolvido com pesquisas acadêmicas em mídia esportiva.



Federação Bahiana de Motociclismo
Av Flaviano Guimarães, 1038  Bairro Escurinha - Itaberaba Ba - Cep 46880.000 ? telefone 71-3251-1672